Alckmin defende que reajuste do preço do combustível não seja diário

Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à Presidência esteve em Vitória, capital do Espírito Santo e disse que defende que reajuste do preço do combustível não seja diário, afirmando que para baixar preço dos derivados do petróleo, construirá refinarias para que não seja exportado e, depois, importado novamente. “Tem que ser a cada 30 dias e faz uma média”, explicou a jornalistas após a caminhada de campanha.

“O que aconteceu com o preço do diesel e dos combustíveis? Primeiro que no passado o governo turbinou o aumento de impostos e com isso disparou o preço do barril do petróleo, com a desvalorização do real e reajuste diário da Petrobras, que não pode ter”, disse Alckmin, que sempre defendeu que o país investisse em refinarias, para que o petróleo seja refinado no País. “Nós estamos mandando o petroleo para derivar lá fora. A gente perde com o preço do frete para ir e com o preço do frete para voltar. Gerando emprego lá fora e ficando mais caro para o Brasil. A gente tem que abrir mais refinaria”, defendeu.

Curta Nossas Redes Sociais:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*