Mulheres no Agronegócio Brasileiro

Elas se destacam e imprimem ar de credibilidade

A liderança das mulheres na gestão de empresas rurais é um dos temas do 3º Congresso Nacional de Mulheres do Agronegócio que se realizará em São Paulo dias 23 e 24 de outubro. A participação feminina no setor é surpreende e significativa, destacando-se muitas em cargos-chave do segmento.

Maior exemplo é a presidente da Frente Parlamentar do Agronegócio, a deputada federal Tereza Cristina (DEM/MS), que chegou há menos de quatro anos em Brasília como uma provinciana deputada e rapidamente se impôs como um dos 10 mais influentes parlamentares do Brasil. Tereza é uma nova liderança no cenário político brasileiro.
Já como veteranas lideranças, porém muito influentes e conceituadas, estão a ex-presidente da Confederação Nacional de Agricultura, senadora Kátia Abreu (atual candidata a vice presidente da República pelo PDT), e a presidente da Associação Brasileira de Criadores de Devon, a geneticista Beth Cirne Lima, que foi a primeira mulher sul americana a integrar o júri do Agricultural Royal Show, de Londres, considerada a mostra agropecuária mais importante do mundo.

Senadora Katia Abreu

A Frente Parlamentar presidida pela deputada Tereza Cristina comanda uma bancada com 153 parlamentares de deputados e senadores, e que graças a ela é considerada a mais atuante e bem organizada do Congresso Nacional.
As mulheres estão se capacitando para aumentar sua participação no movimento ruralista. Um dos painéis mais importantes do congresso será “Formação de Lideranças para Gestão do Agronegócio”, a cargo da diretora de marketing Ana Cerasoli.
A pecuarista Beth Cirne Lima destacou que embora a participação feminina na cabeça de empreendimentos rurais represente hoje apenas 13 por cento dos gestores dessas empresas, 60 por cento dessas mulheres envolvidas no setor têm curso superior, que as coloca na ponta da inovação tecnológica da agricultura brasileira, uma das mais avançadas do mundo.

Beth Cirne Lima

EO 3 º Congresso realiza-se no Transamérica Expo Center de São Paulo. O evento será mediado pela diretora de Marketing de Mercados e Cia, Kellen Severo, e terá apresentação da jornalista Leilane Neubarth, da Rede Globo.
Bons auspícios para o setor que, além de colocar alimento todos os dias na mesa de 207 milhões de brasileiros, dá tranquilidade à balança comercial do Brasil.
Portanto, o novo jargão, empoderamento feminino, que eu defendo como uma bandeira, permita que o agro brasileiro seja sinônimo de igualdade e avanços no segmento. Chegou a hora, novos tempos e mulheres de destaque e no poder.  Que outras Terezas, Katias e Betes surjam no cenário político brasileiro!

Curta Nossas Redes Sociais:

8 Comentários

  1. Uia, empoderar assim é com gosto, principalmente quando tem pessoas como a deputada Teresa e a gaúcha Beth Cirne Lima. São pessoas de fato influentes e respeitadas.

  2. Tereza Cristina representa a classe de mulheres trabalhadoras,com pulso forte, brigou muito no congresso por nosso MS, trouxe quase 10x mais emendas que um deputado federal tem de trazer pro estado! Parabéns!

  3. A deputada Tereza Cristina realmente é uma máquina no que diz respeito a trabalho e dedicação ao que faz. Totalmente centrada, focada e obstinada em exercer a sua função da melhor forma possível ao Estado do MS e do Brasil em geral.

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*