ONU condena atos de violência durante período eleitoral

A Organização das Nações Unidas (ONU) condenou os atos de violência registrados durante a campanha presidencial deste ano no Brasil, como a facada em Jair Bolsonaro, e o assassinato de um mestre de capoeira, na Bahia. No Estado de Porto Alegre, uma pessoa também foi agredida com canivete por usar adesivo escrito ‘ele não’. Ravina Shamdasani, que é porta-voz das Nações Unidas para os Direitos Humanos, pediu uma investigação desses e de outros casos de violência.

Nesta semana, os dois candidatos à Presidência da República que disputam o 2º turno, Jair Bolsonaro, do PSL, e Fernando Haddad, do PT, condenaram os atos de agressão. Realmente, eu nunca vi tanta agressão em período eleitoral, a pouca vergonha, baixaria , violência, tomou uma proporção monstruosa que chega a dar vergonha!!!! Bolsonaro disse que dispensa “qualquer aproximação de quem pratica violência contra eleitores que não votam em mim”.

Curta Nossas Redes Sociais:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*