Vale sabia das chances de rompimento da barragem de Brumadinho

Uma informação publicada, e confirmada por fontes ligadas a investigações comprovaram que, dois relatórios da Vale, um de 2017 e outro de 2018, indicam que a mineradora sabia dos riscos de rompimento da barragem 1 da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho.  A barragem, já naquela época, tinha uma enorme chance de colapso , e estava em uma “zona de atenção”.

Até o momento 165 corpos já foram resgatados da lama,  sendo que desses 160 foram identificados. O número de desaparecidos é de 155 pessoas, segundo a Defesa Civil de Minas Gerais.

Curta Nossas Redes Sociais:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*